terça-feira, 26 de outubro de 2010

Ménage à trois (de "Conemas e Cara lh amas")

Orgassema

De semântica sêmea
Se insinua o sémen
Na lacona lagoa lacunar
E da sádica sede se ressente
O sentido
No sentido cunar.
Se sádica ou sábia
Quem o saberá?
Se salubre salgado
O teu sabor a odre
É a onda do útero
É terra que remorde
À espera de esperma
Nas ásperas paredes.
E o significado vem
Da fricção rítmica e formal
Entre as mucosas rubras
Do pénis, da vulva, da boca
Ou da anal.

Cometa

Cometa
Meta no cu
A treta
Da baioneta
Na teta
Ponha o perú
Na
Porra preta
Punheta
Meta no cu
O cometa

Cara lh ama

Amam-no todos
Uns porque o têm
Bem colocado e erecto
Outros porque a foda
Sem ele não bate certo
E se o nariz não chega
E os dedos se dispersam
Só ele é que é capaz
De entrar todo na toda
Discreto e bom rapaz
E os tristes que o não têm
Amam-no doutra maneira
Distantes e macios
Não sabem se se vêm
Ou se é só caganeira

"Conemas e caralhamas"

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixa aqui o teu contributo